Museu

O Museu, como se referiu atrás, fica na sala entre o claustro antigo e claustro novo. A entrada, devidamente assinalada, faz-se pelo hall que dá acesso às salas de reunião, aos quartos e às escadas para o refeitório.
O Museu, que foi inaugurado, pelo Superior da Congregação dos Marianos, Pe. João Rokosz, MIC, a 24 de Outubro de 2005, na celebração dos 250 anos da morte do Venerável Frei Casimiro, reúne:
─ Quinze telas, pintadas a óleo, referentes a alguns a alguns santos e arcanjos e ao carisma dos Marianos;
─ Dezanove ex-votos, referentes a “milagres” feitos pelo do Senhor da Costa (da Capela dos Cajados) e a “milagres” obtidos por intercessão de Nossa Senhora de Balsamão e do Venerável Frei Casimiro;
─ Duas esculturas, de rara beleza, uma de N.ª S.ª da Conceição e, outra, de N.ª S.ª do Bom despacho;
─ Alguns paramentos antigos, cálices, objectos devocionais, livros referentes à congregação dos Marianos, documentação sobre a vinda dos Marianos para Portugal e algumas fotografias dos pioneiros do regresso dos Marianos a Balsamão e da reconstrução do Convento.

Foto geral Museu