História

A Comunidade religiosa dos Marianos de Balsamão iniciou-se com o Venerável Frei Casimiro Wyszynski. Depois de falhadas todas as tentativas da fundação da comunidade dos Marianos em Lisboa, Frei Casimiro chegou a Balsamão no dia 6 de Setembro de 1754, onde teve bom acolhimento da parte da comunidade dos Eremitas existentes neste Convento – A Congregação dos Barbadinhos de Nossa Senhora de Balsamão – pelo que pediram imediatamente ao Senhor Bispo para serem admitidos na Congregação dos Marianos. No dia 1 de Outubro de 1754, o Senhor Bispo concede aos Eremitas a graça de serem admitidos na Congregação dos Marianos, ficando essa data como a data oficial da fundação da comunidade dos Marianos de Balsamão.
A 13 de Abril de 1755, o Frei Casimiro admitiu cinco Eremitas no noviciado, dando-lhe o hábito dos Marianos, não chegando a professar os votos, pois Frei Casimiro faleceu a 21 de Outubro do mesmo ano.
A obra de Frei Casimiro foi continuada pe Pe. Aleixo Ficher (checo) e pelo Pe. Rafael de Buffa (italiano), que chegaram a Balsamão em 1758.
A comunidade dos Marianos de Balsamão foi extinta com a expulsão das Ordens Religiosas de Portugal, em 1834, por Joaquim António Aguiar, do governo liberal.
Os Marianos regressaram ao Convento de Balsamão a 1 de Maio de 1954, com a data da erecção da comunidade de 16 de Março de 1954.
Em 2004, foram celebrados os 250 anos da vinda dos Marianos para Portugal e dos 50 anos do seu regresso.